PF prende no CE chefe de grupo que enganava idosos do PA em fraude contra a Previdência




Esquema causou prejuízos superiores a R$ 2 milhões.

Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira (10), em Fortaleza, o chefe de uma quadrilha que realizava fraudes previdenciárias contra idosos no Pará. Dois mandados de busca e apreensão foam cumpridos no Bairro Aldeota, na capital cearense. A organização criminosa, segundo a polícia causou prejuízos superiores a R$ 2 milhões à Previdência Social .
A organização criminosa fraudava benefícios há mais de cinco anos, levando idosos do Pará ao Ceará, com a promessa de conseguir benefício do amparo social ao idoso.
Além de Fortaleza, foi cumprido um mandado de busca e apreensão, em Belém (PA), expedido pela 32ª Vara da Justiça Federal no Ceará. O pedido de prisão preventiva em Fortaleza foi expedido pela 4ª Vara Criminal Federal do Pará. Participaram da operação 15 policiais federais.
De acordo com a polícia, as investigações iniciaram em atuação conjunta da Delegacia de Combate aos Crimes Previdenciários no Estado do Ceará e Coordenação de Inteligência Previdenciária do Ceará, com apoio da Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará.

Apreensão de dinheiro e relógios de luxo

Durante as buscas foram apreendidos R$ 30 mil em espécie e uma coleção de relógios luxuosos. Também foram apreendidos inúmeros documentos de identidade falsos, além de duas dezenas de cartões de benefícios previdenciários em nome de pessoas fictícias.
Os envolvidos responderão por estelionato, falsificação de documentos, uso de documentos falsos, associação criminosa e lavagem de dinheiro.
A Operação foi batizada de Mimetismo, termo da biologia que descreve a habilidade natural que alguns seres possuem de se camuflar para fugir de seus predadores.
Por G1.CE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seminário marca início do Mestrado Profissional em Educação da URCA

Cartórios divulgam os nomes mais registrados no Ceará em 2017